quarta-feira, maio 31, 2006

Sexo

.....................................................O

Sexo - chama a atenção de toda a gente, ninguém fica indiferente a esta palavra. E como todos sabemos o sexo aumenta as audiências, as televisões por exemplo recorrem muito a este tema para aumentarem o seu share, basta ver a as gajas que aparecem no HermanSic, ou as bundas do Fiel ou infiel da TVI. Ora eu como gostava de ver também as audiências deste Blog a aumentarem, resolvi enveredar pelo mesmo caminho. É por isso que vos trago aqui, pela primeiríssima vez neste Blog, uma imagem de sexo explícito (mais abaixo). Aguardo os vossos comentários fervorosos…
















mais abaixo...























só mais um pouquinho...




















tcharam...

Fibra...

Fiz o programa dos 14 dias da Kellogs...
Custou ao início...depois habituei-me...
FIBRA!FIBRA!FIBRA!FIBRA!FIBRA!FIBRA!
LEITE!LEITE!LEITE!LEITE!LEITE!LEITE!
Limpei-me por dentro...sinto-me melhor...
Só é pena eu agora não me conseguir sentar na sanita e ter de cagar agachado..
A FIBRA e o LEITE deixam marcas num gajo...

terça-feira, maio 30, 2006

As mulheres e os seus (justos e perfeitamente razoáveis) stresses

.....................................................O

Aviso: Esta história que vou contar baseia-se em factos verídicos, não deve ser lida por menores de 18 anos, por isso é que está ali em cima a bolinha vermelha.

Estava eu em pleno coffe-break com uma colega quando de repente vejo o raciocínio que estava a ter ser interrompido pela cara de espanto da minha colega a olhar para uma outra colega que tinha passado, perguntei-lhe o que se passava, ao que me respondeu “esta gaja está mais magra, filha da mãe”, contudo pela expressão dela apercebi-me que os pensamentos andavam mais á volta do “cabra de merda, como é que ela conseguiu, que raiva me metem estas gajas… puta de merda!!!!

segunda-feira, maio 29, 2006

Futebol

O mundo do futebol não pára de me surpreender, e este fim-de-semana foi pródigo neste aspecto. Falo de duas situações que me surpreenderam mesmo, a primeira foi Sábado, no Jogo da nossa selecção A, eis que pela primeira vez na minha vida vi aos 23 minutos e tal o árbitro apitar, e lá foram todos fazer uma pausa, beber uma aguinha, conversar um bocadinho e pouco depois lá recomeçou o jogo, por instantes pensei que estava a assistir a um jogo de Basketball… a outra situação foi no jogo dos Sub-21 ontem, por norma quando um jogo acaba uma equipa festeja e a outra fica triste, dependendo da importância do que está em jogo assim são os festejos mais ou menos efusivos, mas ontem, pela primeira vez na minha vida vi um jogo acabar e os jogadores de ambas as equipas caírem no relva com um sentimento enorme de tristeza evidente, ontem vi jogadores das duas equipas a chorar de desilusão. O Futebol de facto não pára de surpreender!

quinta-feira, maio 25, 2006

Dúvida...

Qual é o singular de "fezes"?

Os pombos

Quem conduz de certo que já atrofiou com os pombos, aqueles animais queridos e que fazem a vida dos condutores mais conscienciosos, como eu, num inferno. Estou a falar das situações em que vamos a conduzir na boa e nas calmas e vemos um pombo no meio da estrada, a primeira reacção é abrandar para não atropelarmos o pombo, mas ele continua impávido e sereno, abrandamos mais um pouco pois estamos quase em cima dele, mas o pombo não nos liga nenhuma, entretanto o pombo desaparece do nosso campo de visão e ainda assim não o vemos a levantar voo, e quando estamos a pensar que a ave já foi desta para melhor e começamos a pedir perdão por termos morto um ser vivo eis que ele aparece a esvoaçar á frente do nosso carro. Ora isto já me aconteceu umas quantas vezes, as suficientes para já não achar piada aos raios dos pombos, que para mim fazem isto de propósito para gozar com a nossa cara, não fosse isto o bastante para me tirar do sério, ainda houve uma altura em que juro que vi o raio do pombo a rir-se enquanto se escapulia a voar. Mas houve uma determinada altura em que o meu lado maligno se apoderou de mim quando estava mesmo a chegar a um, que como todos os outros, parecia que me estava a ignorar por completo, carreguei no acelerador e precipitei-me para cima dele sem dó nem piedade, quando no meu pensamento só corriam coisas do género pensavas que te ficavas a rir de mim, não era, pois fica a saber que quem ri por último ri melhor aparece o sacana do pombo a voar feito maluco, vi que não era aquele voar tão á vontade como era hábito neles mas sim um esvoaçar muito aflito, consegui finalmente ver o pânico nos olhos de um pombo, toma lá para aprenderes foi logo o que pensei. Fiquei descansado por saber que não matei o pombo, mas agora tb já sei que não vale a pena abrandar, já não lhes dou esse prazer, limito-me a continuar a minha marcha porque já sei que instantes depois de os deixar de ver eles hão-de sair a voar da frente do carro!!! Mas lá no fundo aquela calma aparente deles ainda me irrita um pouco!!!

quarta-feira, maio 24, 2006

Quem quer novidades?...

Para quem quiser o X MEN 3 e o Código Da Vinci, os e-mails do Petit e do Nuno Gomes estão disponíveis no site do SLB. Acho que eles estão a pedir 5 Euros.
Quem não se importar de esperar fica a saber que durante o mês de Julho eles vão estar nas feiras de Albufeira, Portimão e Vilamoura.

terça-feira, maio 23, 2006

Orgulho..

O meu colega, chamemos-lhe Farms, vai ao WC.
Não me apetece muito, mas de seguida vou eu.
Sou confrontado com um odor tão arrepiante como familiar...
Era óbvio. O Farms estava de caganeira! O bacalhau nunca lhe caiu bem e a gelatina de chocolate fazia prever um ligeiro aguaceiro durante a tarde...
Cago, deixo a emulsão trabalhar, certifico-me que o meu cheiro se sobrepõe ao dele e saio.
"Farms! Estás de caganeira, certo?"
Os seus olhinhos pareciam petrificados e minados de dúvida.
"Como soubeste?"
"Pelo cheiro, obviamente!"
"Mas tu pelo cheiro tu sabes se um gajo está de caganeira?"
Sabendo do que sou capaz a pergunta pareceu descabida pelo que respondi com o meu ar confiante e um levantar de sobrolho à Harrison Ford.
Pressinto que ele se questiona "Mas como é possível?"
O Farms de vez em quando faz-me sentir bem...
...e como eu adoro lixar a cabeça ao Farms....

Impostos

Uma vez que o estado está a ficar sem dinheiro, e uma vez que o caminho mais fácil é aumentar os impostos (que o digam os últimos executivos do PSD e PS) aqui deixo umas dicas para que se criem novos impostos, os quais serão bastantes lucrativos:

ISRCB – Imposto Sobre Rendimentos em Casamentos e Baptizados
Todos nós sabemos que aos olhos da nossa lei o casamento é como que a criação de uma sociedade, ora bem então é mais que altura que essas sociedades paguem quando recebem grandes quantidades de dinheiro, como tal 20% dos rendimentos obtidos com prendas de Casamento e Baptizados devem ser pagos ao estado. Em relação ás prendas que não sejam em dinheiro, o estado disponibiliza avaliadores para avaliarem o valor das mesmas, a mesma cota dos 20% terá de ser paga.

ISCO – Imposto Sobre o Consumo de Oxigénio
O O2 de qualidade é cada vez mais escasso, e contudo todos usam e abusam dele, como tal todos vão começara a pagar em função do consumo, quem pratica actividades desportivas paga mais.

ISCP – Imposto Sobre a Circulação de Pedestres
Se os automóveis pagam imposto por circularem na via pública, os peões tb passam a ter de pagar, até porque os estados dos passeios em muitos sítios é lastimoso, o valor a pagar varia em função do peso do pedestre, ou seja vamos estabelecer uma relação peso/desgaste provocado.

ISCA – Imposto sobre a Contaminação do Ar
Este imposto será pago pelas pessoas que saiam dos centros de saúde, Hospitais e afins com diagnósticos de Infecções virais transmissíveis pelo ar, ou seja estas serão consideradas agentes poluentes do ar e terão de pagar uma taxa, o valor será calculada em função da capacidade da caixa torácica, ou seja, quanto maior for a mesma maior é a quantidade de ar que fica poluído com os germes.

Por enquanto lembrei-me destes, mas os nossos queridos e competentes e aptos e mais quer tudo políticos podem ficar descansados, assim que me ocorrerem mais eu aviso (ou então não, que com gente desta nunca se sabe…).

segunda-feira, maio 22, 2006

Fiquei sem palavras

Quero partilhar convosco um momento do meu dia de hoje, estava eu a beber o café matinal quando ouço uma senhora dizer o quanto a viagem de comboio tinha sido desagradável, ao ponto de ela estar ainda muito mal disposta. É que segundo a senhora... "vim o caminho todo a sentir aquele cheiro a pneu queimado!"
Fiquei com vontade de lhe mostrar a minha solidariedade, dizendo-lhe que o motivo pelo qual deixei de andar de bicicleta foi o facto de já não suportar mais aquele cheiro do combustível queimado... mas não consegui, é que fiquei mesmo sem palavras...

sexta-feira, maio 19, 2006

Que nome liiiiiindo...

O responsável pela segurança da selecção nacional durante o estágio em Évora tem um nome tão fofo: Acúrcio Jacó.

quinta-feira, maio 18, 2006

Será possível..

Estou adoentado.
Talvez por isso o meu nariz esteja a tomar conta do resto do meu corpo.
Só gostava de saber de onde vem tanto RANHO!
RANHO, RANHO, RANHO!!!
Como será possível? de 5 em 5 minutos levo um lenço à penca em é com cada lagosta que vai lá, vai.
Algumas são tão grandes que transbordam do lenço e escorregam para os meus dedos. Tive logo que improvisar e limpar o RANHO às calças que agora me estão a colar às virilhas.
De onde virá este RANHO?
RANHO, RANHO, RANHO!!!
Existe alguma revolução neste meu corpo? Alguma guerra cujos despojos se transformam nesta espécie de líquido ora verdejante ora amarelado e que chega a saltar cá para fora apenas com uma leve fungadela? Coisa boa não deve ser para o corpo rejeitar, certo?
Estou preocupado. Ainda por cima começo a sentir a gosma ao fundo da garganta.
Medo!

Eu acho que isto é publicidade enganosa

A publicidade de vez em quando costuma fazer coisas às quais chamamos argoladas, pata na poça, grande fora, etc..., ou seja, mais valia estarem sossegadinho. Estou a falar em concreto de um anúncio televisivo (que passou poucas vezes… o que se compreende hehehehe) de uma loja de electrodomésticos. O dito anuncio era alusivo a uma campanha de oferta, aos seus clientes, de bilhetes para assistir a jogos do Mundial de Futebol que se vai realizar na Alemanha (FORÇA PORTUGAL!!!), e o que tinha este anúncio de engraçado para eu estar a falar nele agora??? Tinha apenas, no final, o futebolista Ricardo Quaresma a dizer “faça como eu, vá ao mundial”…

terça-feira, maio 16, 2006

Este Post bem que podia ser escrito pelo Cunha …

… por isso resta-me dedica-lo a ele, com um grande abraço!!!

Trata-se de uma anedota da qual me lembrei agora mesmo, espero que gostem:

"O Senhor João era um senhor muito pacato e que padecia de um mal que era o facto de cada vez que comia feijoada sofria Flatulências compulsivas e de odor bastante activo. Ora como era uma coisa muito desagradável acabou por se decidir, apesar de ser o seu prato preferido, nunca mais comer feijoada.
Ora um belo dia ia ele para casa e ao passar pela tasca ao fundo da sua rua chega-lhe o cheirinho a feijoada que estavam a preparar para servir ao jantar… e que cheiro tão bom… o Senhor João que já não comia Feijoada há uns valentes anos, sentiu uma súbita e enorme vontade de provar um pouquinho que fosse, algo que lhe levasse a matar aquele desejo que se encontrava escondido e que agora lhe lavrava a alma qual tractor agrícola de 500 Cv de potência lavra um jardinzinho de terra húmida. E ele não resistiu e teve de entra na tasca onde acabou por pedir um pires de feijoada, quando o pires estava á sua frente ele sentiu-se de novo como se tivesse apenas 15 anos, e menos de nada devorou o pires, pediu outro, e mais outro, e mais outro até que ficou cheio. Ora depois de matar aquele bichinho e de estar completamente satisfeito retomou o seu caminho até casa. Entretanto recebe um telefonema da sua mulher a perguntar onde ele estava, pois já era quase hora de jantar e porque ela tinha uma surpresa para ele, e eis que ele começa a acelerar o passo para chegar mais depressa, mas logo se dá conta do erro que tal foi, ao sentir uma lufada de ar (tudo menos fresco) a libertar-se do meio das suas nádegas, o medo instalou-se nele, a seguir, quando o odor chegou ás suas narinas, foi o pânico quem tomou conta dele… Mas agora não havia nada a fazer. Caminhou até casa devagar, não sem impedir que mais 4 ou 5 lufadas se libertassem. Assim que entrou em casa a mulher colocou-lhe uma venda e conduziu-o até á sala de jantar onde o sentou á mesa, altura em que o telefone de casa tocou, o que levou a mulher a pedir-lhe que não saísse do sitio e que não tirasse a venda para não estragar a surpresa. Ora enquanto a mulher foi atender o telefone, o senhor João tentou concentrar-se no que o rodeava, apalpou a mesa e sentiu que era a toalha de renda que a mulher só punha em ocasiões especiais, sentia no ar o cheiro a velas a arder, pensou de que se tratava de um jantar romântico, de certo mandou os putos para casa dos avós, pensou ele, mas eis que quando nada o fazia prever ele houve um enorme ribombar mesmo debaixo do seu rabo… o gazes tinham voltado, e a seguir veio outro, e mais um, seguido de outro, após alguma pausa eis que veio uma série deles que lhe fizeram lembrar os foguetes que são lançados nas festas da sua terra. Ora ele já um pouco alarmado com o intenso cheiro que se fazia sentir gatinhou até encontrar o sofá, onde agarrou numa almofada que usou para abanar e espalhar o mau cheiro o mais possível, mas era em vão, o cheiro já era muito intenso. Resolveu gatinhar até á janela para a abrir, no caminho mais algumas bombas, de meter inveja á atómica, foram largadas, quando chegou á janela e a abriu foi obrigado a sentar-se com o rabo de fora para largar as derradeiras, que pareciam nunca mais ter fim, assim que finalmente se sentiu aliviado voltou, a gatinhar até á mesa, onde se sentou mesmo a tempo antes da mulher regressar. A mulher a chegar ao pé dele diz-lhe que ficou contente por ele não ter saído do sitio como lhe dissera, e entretanto, ao colocar-se mesmo por trás dele para lhe retirar a venda diz-lhe “e a surpresa que eu tinha para ti é que convidei para jantar os teus país, os meus, o teu chefe e a sua família…

segunda-feira, maio 15, 2006

Por falar em nostalgia...

...alguém se lembra da expressão "tirar uma imperial de joelhos"?

sexta-feira, maio 12, 2006

Acham que tenho razão?

Estive a ler um post num outro blog, igual a muitos outros posts de outros blogs (este inclusive) no assunto que aborda: a Nostalgia.
É impressionante como a Nostalgia mexe com as pessoas, faz rir, faz chorar, é bom, enche qualquer coração de emoção… eu cá tento afastar isso de mim apenas por uma razão – tenho tempo!!! Toda a gente já deve ter levado pelos menos uma seca de um senhor idoso (dos velhos, mas como eu os respeito muito prefiro usar o termo “idoso”) a falar de como as coisas eram “no seu tempo”. Bem analisadas as coisas os idosos não falam do que fizeram ontem, ou na semana passada ou há dois meses. Falam sempre do que faziam quando eram jovens, e passam horas e horas e mais horas a falar nisso!!! Como tal a conclusão que eu tiro é esta: não vale a pena ser nostálgico agora, agora tenho é de viver a vida bem vivida e aproveitar cada momento. Se Deus quiser hei-de chegar a velho…perdão, a idoso e ai sim, se for como os idosos de hoje, recordarei com enorme nostalgia, e um grande sorriso, os momentos da minha juventude!

Um bom fim de semana, e aproveitem-no bem ;)

quinta-feira, maio 11, 2006

Para Homens...

Se estiverem na galhofa com outros homens e se por um golpe dos destino a conversa descambar para Máquinas de Lavar Roupa, tenham atenção para só falar em certos e determinados aspectos deste tema.
Rotações por minuto, Capacidade do tambor, Peso e Consumo energético são termos aceitáveis.
Fuzzy Control, Estética geral e Aqua Lock são de evitar porque parece abichanado.
Tendo isto em mente, nunca...mas nunca falar no Programa de Sedas,ok?

quarta-feira, maio 10, 2006

pensem bem...

...mas porque é uqe raio nós escrevemos "muito" e dizemos "muinto"? hã?

Alívios...part one

Hoje senti o poder da natureza. Sendo que a natureza foi uma saldinha de atum regada com um Joi laranja e seguida de uma bica escaldada.
Ao regressar ao trabalho tive de me dobrar para pegar numa caixa e eis senão que, vindo do nada, um ronco irrompeu por mim acima e soou o alarme.
Era óbvio. Vai haver merda!
Um conselho para os que não aguentam e têm de fincar as unhas na loiça da casa de banho, evitem a posição vulgarmente utilizada nos filmes, agarrados aos rebordos da sanita. Assim, têm a tendencia para levantar os pés do chão e desiquilibram-se para a frente tranformando um inocente expresso castanho deslizando pela sanita num torpedo de 15 cm disparado para a àguinha limpinha. Acreditem que o efeito "Splash" é incómodo nas bochechas do rabo.

Porque será?

Faz-me confusão as mulheres dizerem que lhes faz menos confusão e mais aceitável ver dois homens a comerem-se do que duas mulheres!!!! Obviamente que nós homens achamos mais natural ser o contrário, até porque é muito mais corrente encontrarmos mulheres de mãos dadas, o que não acontece com homens, vermos duas mulheres a cumprimentarem-se com dois beijos, o que não acontece com homens, ver mulheres a abraçarem-se como se não houvesse amanhã, o que não acontece com homens, ver (bom, saber, que quem dera que isto fosse mesmo ver hehehehe) mulheres a partilhar a cama por uma noite com á vontade, o que não acontece com homens… e podia aqui continuar com uma lista infindável de argumentos que mostram que as mulheres são mais dadas ao contacto físico, e muitas vezes intenso de tal maneira que facilmente provoca pensamentos pecaminosos na mais santa das mentes masculinas, entre si do que os homens.
Ora isto leva-me a fazer uma pergunta ás mulheres (se bem que os homens tb se podem prenunciar), pergunta esta que já não a faço desde a minha adolescência (tempos malucos… que saudades dos descomplexos). Ainda continuam a achar mais natural uma cena de intimidades físicas entre homens do que entre mulheres?

segunda-feira, maio 08, 2006

O tempo

Venho aqui demonstrar a minha indignação pelas condições meteorológicas ás quais temos sido submetidos, isto é, um gajo de manhãzinha vai tomar e dá uma espreitadela pela janela para ver como está o tempo e o que visualiza? O chão molhado, o céu cinzento e uma leve neblina. Resultado de tal observação é o facto de um gajo vir apetrechado de casaco para o trabalho. Ora até aqui tudo, não fosse o caso de chagada a hora de almoço e termos de ser obrigados a sair á rua de mangas arregaçadas pois está calor. Quero com isto dizer que o responsável pelas condições meteorológicas anda a falhar como as notas de 500€ (e como as de 100€, e como as de 50€, e como as de 20€ e como as de 10€ e como as de 5€), é que isto de se ter um tempo de manhã e de depois á tarde ter outro não está mesmo com nada. Se me estás a ouvir deixo-te aqui um recado… vê lá se te decides de uma vez por todas, ok!!!! Nós humildes mortais que andamos aqui em baixo ficaremos muitissimo gratos.


PS: Quero aproveitar este “PS” para lamentar um percalço estúpido que tive para com uma pessoa (que não sei sequer se irá ler isto, mas aqui fica na mesma) pois excedi os limites numa simples brincadeira com e magoei-a com isso. De facto fiquei triste com o que disse e da maneira que o disse, e fiquei ainda mais triste com o impacto que teve o que por mim foi dito, só comparável a uma traição, a um apunhalar nas costas. Espero que consigas desculpar esta minha infantilidade estúpida e parva.

quinta-feira, maio 04, 2006

O acordar

De manhã é sempre uma coisa complicada, quer seja ao som de uma bela música ou ao som de um estúpido despertador. Mas vou analisar algumas maneiras de como as pessoas reagem ao acordar.

Há pessoas que acordam e enquanto se levantam e fazem a higiene matinal e se vestem, fazem logo a programação do dia: saem da cama “acabar aquele relatório para entregar ao chefe” acendem a luz do WC “a meio da manhã ligar ao João para saber se ele está melhor” entrar na Banheira “ao almoço dizer ao Pedro que este Sábado não dá para ir á bola” esfregar as costas “antes de sair do trabalho ligar para a Paula a dizer que pode contar comigo para a Sardinhada de Sábado, pois o Pedro cancelou a ida á bola” limpar o corpo com a toalha “hoje vou encomendar uma Pizza para o Jantar” vestir as calças e a camisa “Olha, vou convidar a malta para logo irmos ao Bowling” por gel no cabelo e o perfume “a ver se não me deito tarde que tenho de descansar

E há pessoas que acordam e o seu cérebro é tipo os primórdios dos rádios, precisa de aquecer antes de começar a funcionar: saem da cama “” acendem a luz do WC “… humm… argh…” entrar na Banheira “…argh...sono…frio…hummm...” esfregar as costas “…que dia é mesmo hoje???...” limpar o corpo com a toalha “…esqueci-me de tirar o cotão do umbigo…” vestir as calças e a camisa “… acho que já estou atrasado para o trabalho…que horas é que já são mesmo???” por gel no cabelo e perfume “logo tenho mesmo de me deitar mais cedo

Mas há ainda as pessoas que de manhã acordam com aquela coisa a que se chama Birra: saem da cama “porra que está mesmo frio” acendem a luz do WC “raios partam esta lâmpada que parece os máximos dum camião, vais mas é encadear outro ó filha da mãe” entrar na Banheira “porque é que um gajo não pode tomar banho vestido… assim não apanhava tanto frio… que granda porcaria” esfregar as costas “nem sei pq raio um gajo não tem os braços mais cumpridos…” limpar o corpo com a toalha “e agora o que é que eu vou vestir??? É todos os dias a mesma porcaria…” vestir as calças e a camisa “já começo a estar farto desta roupa, sempre a mesma coisa sempre a mesma coisa sempre a mesma coisa, que miséria” por gel no cabelo e perfume “este cabelo já mete nojo…onde está o meu café…eu quero um café…eu preciso de um caféééééé

E há claro aqueles que acordam como se tivessem recebido o prémio do Euromilhões: saem da cama “bom dia, bom dia, bom dia, bom dia alegria… hááááá, que belo dia está” acendem a luz do WC “Bom dia casa-de-banho” entrar na Banheira “está um fresquinho mesmo agradável” esfregar as costas “hummm que sensação boa esta banhinho” limpar o corpo com a toalha “hoje vou aproveitar par ir ao cinema” vestir as calças e a camisa “tenho de ir comprar uma flor para dar á minha colega, ela tem sido extraordinária a ajudar-me naquele projecto” por gel no cabelo e perfume “e vamos lá começar mais um dia maravilhoso

E o vosso, como é?

terça-feira, maio 02, 2006

Velhice

Estou a ficar a velho, e sabem como cheguei a esta conclusão??? Eu explico. Não é a falta capilar, as chamadas entradas, porque isso pode bem ser das extravagâncias do passado e do uso abusado e desmedido de gel; também não é da barriguinha (sim, ainda é pequena, mas já se nota), porque isso pode bem ser do consumo do tal liquido feito a partir de cevada e de alguma falta de exercício físico específico; também não é da alguma flacidez muscular (calma que não é de todos os músculos, digamos que existem uns quantos que felizmente se mantêm bastantes vigorosos, ao ponto de até dar gosto), pois isso é facilmente explicável com a sedentariedade da minha vida. O que me leva a dizer que estou a ficar velho não são factores físicos, mas sim palavras que tenho ouvido, nada de ofensivo, muito pelo contrário, mas que me levam mesmo a pensar que estou a ficar velho. É que o facto de adolescentes se chegarem ao pé de mim e me dizerem, por exemplo, “Desculpe, o senhor tem horas?”, ou eu perguntar alguma coisa e eles responderem-me com um “Diga?”… mas pior que isso ainda são as pessoas mais velhas, que quando eu me dirijo a elas com toda a educação me respondem “Por favor, podes tratar-me por tu!”… Isto sim, é devastante… cada vez que penso nisto… sinto-me como um idoso… é triste!!!